Notícias

Avaliação dos carros adaptados antes da Reatech

Em: 12/04/2011
A Reatech irá acontecer neste fim de semana, com início na quinta feira, e trará muitas novidades para o público deficiente. Uma das grande sensações da feira todos os anos são as tecnologia direcionadas para a adaptação de carros e nas informações sobre como conseguir as isenções para compra de um carro zero.

Uma das grandes conquistas do deficiente físico, com relação a sua liberdade, é quando ele pode dirigir e compra o seu carro adaptado. Assom ele pode de forma independente circular pela cidade, ir a médicos, se divertir e muitas outras coisas, sem depender exclusivamente do transporte público ou do sistema de taxi.

A Folha de São Paulo fez um teste com os principais carros adaptados que são comprados no país. O teste consistia, basicamente em ouvir a opinião de alguns deficientes que dirigiram os carros.

 Avaliação dos carros adaptados antes da Reatech

Na batalha, a Livina (Nissan), o EcoSport (Ford), o Gol (VW), Siena (Fiat) e o Honda City, que foi eleito o melhor carro do ano para pessoas com deficiência, segundo a Revista Nacional de Reabilitação.

Claro, que as avaliações são diferentes e dependem muito da necessidade de cada pessoa. Para os deficientes que usam cadeira de rodas é importante ter um porta malas que caiba sem problemas e sustos a sua cadeira de rodas, j;a para os que possuem naninsmo (com baixa estatura) os carros como minivans e hatches, que tem os porta malas altos, dificultam o fechamento da porta.

Pinheiro, Faria e Bueno se unem para apontar o City como o vencedor do teste

Nas avaliações mais “técnicas” o Livina tem notas bem altas, no quesito conforto, dirigibilidade e direção hidráulica, porém esquece de oferecer ajustes de altura de banco e cinto de segurança.

O funcionamento áspero dos câmbios automatizados do Siena 1.6 e do Gol 1.6 foi criticado, parecendo dar muitos trancos nas trocas de marcha. Sendo o da Fiat o pior, apesar de ter uma opção bem mais cara para ser instalada.

Alguns detalhes foram colocados com sendo importantes para os deficientes e meio desconsiderados, mesmo como opcionais, pelas montadoras. Alguns deles foram:

  • O botão para dar a partida do motor (do Renault Fluence)
  • O freio de mão eletrônico (da Citroën C4 Picasso)
  • Um sistema de destravamento da alavanca do câmbio automático fácil de acionar.
  • Um sistema de regulagem do encosto do banco fácil de regular, sem ter que ficar girando manualmente.
Você poderá ver alguns dos modelos na feira e testa-los.

fonte: http://www.deficientefisico.com/